Pré-qualificação elenca interessados em construir a Maternidade Municipal

Equipamento ao lado do Hospital Municipal vai dobrar o atendimento e passará a realizar 500 partos por mês
Equipamento ao lado do Hospital Municipal vai dobrar o atendimento e passará a realizar 500 partos por mês - FOTO: Ney Sarmento/PMMC
A contratação da empresa especializada para construção da futura Maternidade Municipal de Mogi das Cruzes, no Distrito de Braz Cubas, atraiu 30 licitantes, entre empresas e consórcios de empresas de engenharia. A entrega da documentação para o processo de pré-qualificação foi realizada nesta manhã da última quinta-feira, na Secretaria Municipal de Gestão.

No total, foram entregues mais de 30 mil documentos que serão analisados pelas secretarias municipais de Gestão, Finanças e Obras para os pareceres jurídico, econômico-financeiro e técnico. "Devido à complexidade da obra, estamos realizando a pré-qualificação das empresas interessadas", explica o secretário municipal de Gestão, Marcos Regueiro. A próxima etapa será a análise dos documentos para publicação das empresas qualificadas.

A construção da Maternidade Municipal é a maior obra da Saúde, que irá dobrar a capacidade de atendimento do município para a realização de partos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade. O equipamento terá capacidade para realizar até 500 partos por mês e será construído na rua Francisco Afonso de Melo, 550, ao lado do Hospital Municipal.

O projeto prevê a construção de um prédio com aproximadamente 8 mil m² distribuídos em sete pavimentos (do subsolo ao quinto andar), e contará com 51 leitos, 10 leitos de UTI Neonatal, 10 leitos de cuidados intermediários, além da UTI Adulto, Centro Obstétrico e demais espaços especializados. O investimento está estimado em R$ 50.084.428,29.

"Trata-se de um grande empreendimento para a nossa cidade, que atraiu o interesse de 30 empresas especializadas na área de engenharia e construção. Nossa equipe agora vai analisar toda essa documentação para que possamos dar sequência às próximas etapas, trabalhando sempre de forma técnica e transparente", avalia o prefeito Marcus Melo.

Atualmente, Mogi das Cruzes conta apenas com a Santa Casa para a realização de partos pelo sistema público e a unidade enfrenta constantes problemas devido à superlotação. Com a nova Maternidade Municipal, o objetivo da administração municipal é suprir as necessidades de assistência às gestantes e bebês, com todos os recursos e equipamentos necessários para oferecer atendimento qualificado, seguro e humanizado.

Deixe uma resposta

Comentários