Poá recebe R$ 695 mil para investir nos serviços socioassistenciais

Secretário Edevaldo Gonçalves se reuniu com representantes do governo estadual
Secretário Edevaldo Gonçalves se reuniu com representantes do governo estadual - FOTO: Flávio Aquino/Departamento de Comunicação de Poá
O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Edevaldo Gonçalves, participou ontem de evento no Palácio dos Bandeirantes, com a secretária de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo, Célia Parnes e o responsável pela Diretoria Regional de Assistência Social do Governo do Estado (DRADS), José Resende Filho. Durante a atividade foi assinado o repasse de R$ 695 mil para investir na rede de serviços socioassistencias.

De acordo com o prefeito Gian Lopes, o recurso será transferido por meio do Fundo Estadual da Assistência Social (FEAS) para o Fundo Municipal. "É muito importante esta liberação do Governo do Estado, pois este recurso auxiliará a manter os serviços que atendem famílias em situação de vulnerabilidade social e também em risco social ou com direitos violados", comentou.

A secretária estadual Célia Parnes reforçou ser essencial uma firme parceria com os municípios e o fortalecimento da rede de proteção local para alcançar os indivíduos, resgatar sua dignidade e seus vínculos familiares, além de ampliar sua autonomia. "Somente com uma gestão humanizada, solidária e inclusiva dos governos estadual e municipal poderemos fomentar ainda mais oportunidades às nossas cidades".

O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Edevaldo Gonçalves, reforçou a importância dos recursos para o trabalho que vem sendo realizado em Poá. "A assinatura dos convênios do FEAS é muito importante para que Poá mantenha seu forte trabalho de atendimento à população que mais precisa do auxílio do Poder Público", comentou.

FEAS

Conforme o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) é responsabilidade do Estado o cofinanciamento dos serviços, ações e programas socioassistenciais. O repasse é realizado de acordo com as ações definidas no Plano Municipal de Assistência Social (PMAS). Com isso, as secretarias municipais de Assistência Social definem como alocar os recursos estaduais de acordo com a realidade local.

Deixe uma resposta

Comentários