Radar será tema de reunião entre vereadores e secretário

Reunião com Almeida será na quarta-feira
Reunião com Almeida será na quarta-feira - FOTO: Felipe Claro
A Comissão Permanente de Transporte e Segurança Pública da Câmara de Mogi das Cruzes irá realizar uma reunião com o secretário Municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida, na semana que vem, para debater sobre os radares móveis que funcionam na cidade. A assessoria do vereador Jean Lopes (PC do B), presidente da Comissão Permanente de Transporte e Segurança Pública da Câmara de Mogi das Cruzes, informou que a reunião será nesta quarta-feira, às 10 horas, na sala de reuniões "Doutor Sérgio Nogueira".

O assunto começou a ser repercutido depois que o vereador Diego de Amorim Martins (MDB), o Diegão, denunciou a instalação de um radar móvel no distrito de Cezar de Souza, na avenida Francisco Rodrigues Filho, na Vila Suissa, porém, logo em seguida, o radar havia sido retirado do local. Mas, de acordo com o parlamentar, o radar estaria "camuflado" atrás de um poste.

O vereador também informou que teria recebido denúncia de que agentes de trânsito estariam instalando esses equipamentos em lugares "escondidos'', o que impossibilita a identificação por parte do motorista que passa, desavisado, pelo local.

Prefeitura

De acordo com a nota da Secretaria Municipal de Transportes, não foi registrada nenhuma irregularidade na operação do equipamento de fiscalização naquele local. A nota afirma também que este tipo de equipamento faz a medição da velocidade pela frente do veículo, ou seja, quando ele está trafegando em direção ao radar, e não após a sua passagem.

Ainda de acordo com a prefeitura, durante a operação do equipamento, apenas 4,6% de motoristas foram multados por excesso de velocidade no local, que é de 60 km/h. Isso quer dizer que mais de 95% dos veículos passaram pelo trecho dentro do limite de velocidade.

A prefeitura também foi questionada sobre a implantação de radares móveis implantados estrategicamente em locais que não permitem a percepção dos motoristas, mas não obtivemos resposta.

*Texto supervisionado pelo editor.