Mogi Basquete fecha returno com vitória sobre o Bauru

Vitória contra Bauru garantiu quarta posição na tabela
Vitória contra Bauru garantiu quarta posição na tabela - FOTO: Victor Lira/Sendi-Bauru
Já classificado para as quartas de final do Novo Basquete Brasil (NBB)/ Caixa, o Mogi Basquete venceu o Bauru por 96 a 81 na terça-feira jogando no Ginásio Panela de Pressão. Foi a última rodada da fase classificatória. Agora, os mogianos aguardam o vencedor do confronto entre Paulistano (5º) e Basquete Cearense (12º) nas oitavas para saber o adversário da próxima fase.

O time do técnico Jorge Guerra, o Guerrinha, teve um bom aproveitamento e um excelente jogo coletivo no duelo. A partida foi bem equilibrada, com vitória mogiana no primeiro quarto por 24 a 23 e empate no segundo em 25 a 25. O Mogi ampliou a vantagem no terceiro (23 a 20) e quarto períodos (24 a 13) e fechou a partida com 15 pontos sobre o rival.

Todos os jogadores do time pontuaram, com destaque para o armador Arthur Pecos, o mais eficiente (37) da equipe, com 25 pontos, seis rebotes e nove assistências. Também foram bem no jogo o pivô JP Batista, com 22 pontos e quatro rebotes, o jovem armador Lucas Lacerda, com 13 pontos, o ala Shamell Stalworth e o ala-pivô Luís Gruber, com oito pontos cada. O ala Guilherme Lessa e o ala-pivô João Pedro anotaram seis cada, enquanto o ala-pivô José Carlos fez cinco e o armador Enzo Cafferata, três.

"Foi uma vitória em que a equipe conseguiu realizar o que a gente tinha programado para o último jogo, que era o revezamento e ter ganhos para o playoff. Precisávamos aproveitar da melhor forma possível para desenvolver o jogo, fazer o revezamento e tivemos atuações do Luquinhas e do Pecos sensacionais. Tivemos muitos ganhos para essa semana que teremos de treinamentos para os playoffs", avaliou Guerrinha. Destaque do jogo, Arthur Pecos ressaltou o jogo coletivo e a superação da equipe, que não contou com os alas Gui Deodato, se recuperando de lesão, e Guilherme Filipin, que está tratando uma crise renal.

Deixe uma resposta

Comentários