Primeiro dia recebe 430 inscrições para auxílio

Romildo Campelo é um dos coordenadores do projeto anunciado há uma semana
Romildo Campelo é um dos coordenadores do projeto anunciado há uma semana - FOTO: Mogi News
Cerca de 430 pessoas realizaram o cadastro no programa Auxílio a Empreendedores de Mogi das Cruzes, até a tarde de ontem, para receber uma cesta básica por família. A ação que é realizada pelo Comitê de Ação Social e Econômica (Case), foi criado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes e anunciado pelo prefeito Marcus Melo (PSDB), na semana passada, em meio à pandemia do coronavírus (Covid-19), para auxiliar os trabalhadores autônomos do município.

A iniciativa tem como foco ajudar as pessoas que tiveram suas atividades profissionais suspensas, de acordo com a medida de quarentena, que foi ocasionada pelo avanço do coronavírus. A entrega de uma cesta básica por família, por enquanto, ainda não possui um prazo para ocorrer, segundo um dos coordenadores do comitê, o secretário de Gabinete da Prefeitura, Romildo Campello.

Para realizar o auxílio, o Case recebeu a doação de 5 mil cestas básicas de cinco redes de supermercados. Campello destacou que o número de cestas pode aumentar, pois mais oito empresas poderiam ainda reforçar a ação. Além de outras ações que podem aparecer, que já estão sendo estudadas pelo comitê.

O número de 430 mogianos cadastrados é um bom sinal para o primeiro dia, segundo Campello, pois mostra que a prefeitura e o comitê vem fazendo um trabalho correto. "A ideia surgiu com o prefeito Marcus Melo de auxiliar aqueles que estão sendo prejudicados pela quarentena, como os pequenos comerciantes e profissionais autônomos. Tentando também buscar soluções a curto e médio prazo para a população ", disse.

Durante o primeiro dia, o secretário também explicou que mesmo com a situação de coronavírus, em que as pessoas precisam pensar no próximo, algumas estão tentando cadastrar mais de uma pessoa da família.

"Nós estamos recebendo algumas ligações de pessoas que já se cadastraram para tentar ganhar o auxilio duas vezes, por isso nós temos uma equipe de pelos menos dez pessoas que estão ouvindo e recebendo várias ligações e mensagens, para filtrar todos os casos".

Os profissionais que poderão ser beneficiados pelo programa são pequenos e micro comerciantes, além de profissionais autônomos, como pedreiros, eletricistas, vendedores, cabeleireiros e manicures, trabalhadores que utilizam plataformas de aplicativo e outras atividades.

Os cadastros podem ser feitos pelo telefone 156, pela página da Ouvidoria da Prefeitura no Facebook, pelo aplicativo eOuve ou pelo WhatsApp 97133-1999.

*Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários