Comércio incentiva compras pela internet

Os presidentes da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) e do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), Marco Zatsuga e Valterli Martinez, estiveram reunidos na tarde de segunda-feira com o prefeito Marcus Melo (PSDB) para discutir ações que possam minimizar os impactos da quarentena na atividade empresarial. A medida estadual, que vigora até o próximo dia 7 e pode ser prorrogada, impõe o fechamento de todos os estabelecimentos comerciais que não estejam entre os serviços essenciais.

Na reunião foram apresentadas propostas para dar continuidade aos negócios mesmo com as lojas físicas fechadas. "Estamos na segunda semana da quarentena, com prejuízos nos comércios que estão fechados e incertezas de como as coisas ficarão a partir do dia 7. Temos que discutir alternativas", ressaltou o presidente da ACMC.

Com base no que foi discutido no período da quarentena, a ACMC e o Sincomércio vão orientar os comerciantes a investirem principalmente nas vendas pela internet, com entregas de mercadorias no sistema delivery, como restaurantes e farmácias já têm utilizado.

"O comércio eletrônico já vinha numa crescente e a tendência é aumentar. Por isso, as empresas que possuem baixa representatividade nas vendas pela internet devem se adequar à nova realidade. Pesquisar alternativas de chegar ao cliente é fundamental e a ACMC e o Sincomércio vão apoiar isso", disse Zatsuga.