Argentina aumenta o confinamento no país

As medidas de distanciamento social na Argentina foram prorrogadas até o dia 12 de abril para tentar combater o coronavírus. Inicialmente, estavam programadas para se encerrar hoje. O presidente Alberto Fernández anunciou no domingo a ampliação do período de quarentena obrigatória.

O governo reafirmou que a medida de isolamento cumpre com o objetivo de atenuar a propagação do coronavírus, que desde o início de março deixou ao menos 820 pessoas infectadas e 20 mortos.

"A decisão que adotamos é prolongar a quarentena até o dia em que termina a Semana Santa", disse Fernández. "Por recomendação dos especialistas, vamos seguir controlando a transmissão da Covid-19", argumentou.

A Argentina completou onze dias de confinamento que afeta 90% da população, segundo o presidente. Ele disse que o governo levou "ao pé da letra" a recomendação de um comitê formado por médicos, sanitaristas e epidemiologistas. (E.C.)