Continente corre contra o tempo para deter vírus

Desde que o coronavírus foi considerado uma pandemia, autoridades de saúde expressam preocupação com a África. O número oficial de casos confirmados ainda é baixo, 10 mil, mas o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) faz um alerta: é preciso agir contra o tempo para evitar uma catástrofe.

Nos 54 países do continente vive um sétimo da população mundial - muitos em guerra e pobreza extrema. "Temos de agir agora, informar sobre a doença, como preveni-la, preparar clínicas e hospitais para atendimento rápido e garantir que as pessoas tenham acesso ao básico: água e sabão. Se agirmos rápido, conseguiremos evitar o pior", afirmou Crystal Wells, porta-voz do CICV no leste da África.

Até o momento, a África do Sul tem o maior número de pessoas contaminadas no continente, com mais de 1,7 mil casos e nove mortes. No país, profissionais de saúde usam trajes de proteção e máscaras ao testar a população, que está confinada até dia 16 sob ordem do governo. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários