Conselho de Medicina libera uso de cloroquina

Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), entusiasta do tratamento contra a Covid-19 com cloroquina e hidroxicloroquina, o Conselho Federal de Medicina (CFM) anunciou ontem, por meio de seu presidente, Mauro Ribeiro, a permissão para uso de medicamentos com as substâncias em casos leves.

Apesar de reconhecer que não há ainda comprovação de segurança e eficácia do tratamento, a entidade afirma que a liberação ocorre devido à excepcionalidade da pandemia. O CFM passou a livrar de infração ética médicos que prescrevem a droga em três situações.

A primeira é para caso de paciente com sintomas leves, em início de quadro clínico, em que tenham sido descartadas outras viroses (Influenza, H1N1, dengue). Também é autorizado uso para pessoas com "sintomas importantes", mas que ainda não estão sob cuidados intensivos ou internadas. No último cenário possível, o paciente pode receber a droga se estiver em estado crítico. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários