Empresas elaboram projetos para a concessão das estações

Estação de Jundiapeba é uma das que deve passar por processo de revitalização
Estação de Jundiapeba é uma das que deve passar por processo de revitalização - FOTO: Mariana Acioli
As quatro empresas interessadas na concessão de uso dos espaços das estações Estudantes, Jundiapeba e Mogi das Cruzes já produzem atualmente seus anteprojetos que serão avaliados pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Isso porque, no dia 20 do mês passado, a estatal que administra a Linha 11-Coral (onde se situam as estações mogianas) autorizou que as empresas começassem os anteprojetos.

A partir da data, então, as empresas têm 60 dias para entregar suas sugestões finalizadas à CPTM, que avaliará quais sugestões serão aceitas para, posteriormente, montar o edital de concessão a ser colocado em disputa por todas as empresas interessadas (incluindo, caso queiram, as quatro que apresentaram os documentos nesta fase).

A CPTM é enfática ao afirmar que nada está decidido sobre os moldes da concessão - se será necessário reforma completa, parcial ou estrutural, o que deve ser feito, entre outros detalhes. O que se sabe até o momento é que os anteprojetos podem ser descartados ou aceitos na íntegra, bem como pode haver a seleção dos melhores itens de cada projeto, para que então seja feito o documento final com diversas ideias.

No começo deste ano, a estatal abriu o chamamento público para que os interessados apresentem projetos para modernização e reforma das estações mogianas. Com base nos projetos, será feita a concessão da exploração comercial das estações e o vencedor será responsável pelas obras de melhoria.

Em março deste ano, o prefeito Marcus Melo (PSDB) se reuniu com o presidente da CPTM, Pedro Moro, ocasião em que discutiram o chamamento público aberto pela estatal para a elaboração de projetos e concessão das estações de Mogi das Cruzes e a possível inclusão da estação Braz Cubas no processo.

A previsão é de que os terminais possam ter o processo de concessão concluído até o final deste ano.

Braz Cubas

A estação de Braz Cubas é a única de Mogi das Cruzes que não está no pacote, por possuir, de acordo com a CPTM, características distintas. O prefeito Marcus Melo solicitou no encontro com os representantes da estatal que a estrutura também passe pelo processo de concessão. A CPTM estuda incluir a estação Braz Cubas no pacote de concessão.

Deixe uma resposta

Comentários