Receita já recebeu 29 mil declaração de mogianos

Quem não declarar o IR até o fim do mês terá que pagar multa de R$ 165,74
Quem não declarar o IR até o fim do mês terá que pagar multa de R$ 165,74 - FOTO: Divulgação
Diversos mogianos já acertaram as contas com a Receita Federal ao entregar o Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) de 2019, de acordo com os números disponibilizados anteontem pela própria Receita. Ao todo, já foram feitas 29.935 declarações até o domingo passado, só em Mogi das Cruzes, mesmo com a prorrogação do prazo para o dia 30 de junho em razão do coronavírus (Covid-19).

Entre os demais municípios que compõem o G5 do Alto Tietê (Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba e Poá), Mogi ocupa o primeiro lugar no ranking de declarações. A expectativa é que 93.192 pessoas declarem o imposto até o final do prazo.

Em Suzano, 19.257 pessoas já declararam o Imposto de Renda até o último domingo, conforme explicou a Receita Federal. A expectativa é que 51.850 pessoas declarem os impostos até o dia 30 de junho.

Logo em seguida está Itaquaquecetuba, onde 16.843 contribuintes já efetuaram a declaração do Imposto de Renda. A expectativa geral é atingir a quantia de 39.722 declarações até o final do prazo, no dia 30 de junho.

Já as cidades de Ferraz de Vasconcelos e Poá são as que registraram a menor quantidade de declarações. Em Ferraz, 9.615 pessoas acertaram as contas com o Leão até a noite do domingo passado. Até o final deste 1º semestre, o esperado pela Fazenda é que 24.264 declarações sejam efetuadas. Em Poá, 7.746 pessoas declararam seus impostos até o domingo passado e a expectativa total é de 21.004.

Prorrogação

O prazo final para apresentação da declaração anual do IRPF foi alterado do dia 30 de abril para o dia 30 de junho deste ano. Juntamente com a prorrogação do prazo para apresentação da declaração, foram alteradas as datas para o pagamento das cotas do imposto e foi excluída a exigência de se informar o número constante no recibo de entrega da última declaração de ajuste anual. A primeira cota ou cota única passa a ter o vencimento no dia 30 de junho de 2020, enquanto as demais cotas vencem no último dia útil dos meses subsequentes.

*Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários