Escola se torna abrigo para pessoas em situação de rua

Local oferece alojamento no período de isolamento social por conta da Covid-19
Local oferece alojamento no período de isolamento social por conta da Covid-19 - FOTO: PMMC/Divulgação
A Prefeitura de Mogi das Cruzes iniciou o serviço de acolhimento provisório instalado nas dependências da Escola Estadual Doutor Deodato Wertheimer, na Vila Industrial, para pessoas em situação de rua. O espaço foi especialmente preparado para receber essa população e o atendimento conta com parceria da Abomoras e apoio de voluntários. O objetivo é oferecer alojamento seguro no período de isolamento social para enfrentamento da pandemia de coronavírus.

O novo serviço conta com 50 vagas e já tem 30 pessoas abrigadas, encaminhadas pela equipe de abordagem ou pelo Centro Pop. Os espaços foram distribuídos em duas alas totalmente distintas: uma destinada para quem deseja cumprir a quarentena preventiva, com 18 vagas e sem direito a saídas, e outra com 32 vagas rotativas, onde a pessoa alojada pode sair uma vez por dia, mas precisa retornar antes das 17 horas, conforme regulamento.

No local, há espaços destinados para banho, troca e lavagem de roupas e são servidas refeições. O café e lanche são preparados e ofertados por voluntários, enquanto almoço e jantar são fornecidos pelo Restaurante Bom Prato.

Outro alojamento provisório está sendo preparado pela Secretaria Municipal de Assistência Social no Distrito de Cezar de Souza, onde a proposta é oferecer mais 50 vagas de acolhimento durante o período necessário de isolamento social por conta do coronavírus. Há, ainda, 156 pessoas abrigadas em instituições sociais parceiras da cidade.

O serviço de abrigamento realizado na Escola Doutor Deodato Wertheimer aceita qualquer tipo de doação, sendo preferível alimentos prontos e práticos para consumo, além de produtos de higiene e limpeza, roupas e outros insumos. O endereço é rua Engenheiro Gualberto, 150, na Vila Industrial, e o telefone para informações é o 99801-0685 (também por whatsapp).

Outras ações

As equipes da Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio do Fundo Social e de voluntários do programa Família Solidária, continuam trabalhando na montagem e distribuição de kits de alimentação para famílias em situação de vulnerabilidade, em função da quarentena. Somando todos os dias de entregas até o momento, já são 1.129 kits distribuídos entre aqueles que se cadastraram no Comitê de Ação Social e Econômica.

Famílias de bairros e distritos afastados da região central e também da região de Braz Cubas foram atendidos, assim como das do Conjunto Santo Ângelo, Jardim Nove de Julho, Conjunto Residencial Cocuera, Conjunto do Bosque, Conjunto Residencial Nova Bertioga, Conjunto Toyama e Conjunto Bom Pastor.

Também para auxiliar pessoas em situação vulnerável, todos os restaurantes Bom Prato no Estado de São Paulo ampliaram os serviços com a oferta de jantar e abertura aos fins de semana e feriados. As refeições são servidas em embalagens descartáveis, já que não é possível se alimentar nas próprias unidades.