Qualidade do ar melhora com imposição da quarentena

Sem trânsito, emissões de veículos caiu na região
Sem trânsito, emissões de veículos caiu na região - FOTO: Mogi News
A quarentena para combater o coronavírus (Covid-19) tem gerado benefícios à qualidade do ar desde os primeiros dias, quando já se observava a diminuição de veículos nas ruas da região. De acordo com as informações da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), desde o dia 20 do mês anterior, a qualidade do ar passou a ser positiva em toda a Grande São Paulo, onde as cidades da região estão localizadas.

Boa parte da poluição no Alto Tietê é originaria das emissões de dióxido de carbono, gerada pela queima dos combustíveis fosseis, como a gasolina e o diesel, que ocorre principalmente em horários de maior movimentação. Com a necessidade de trabalhar em casa e colocar em prática o isolamento social, o ar se tornou mais limpo, visto que menos automóveis e ônibus circulam pelas ruas e avenidas. 

A medição da qualidade do ar é feita pelas estações automáticas de monitoramento. No total a Cetesb possui 29 delas. Apesar disto, não há nenhum equipamento de monitoramento localizado em cidades na região. "Mas, no geral, a qualidade do ar em toda a Região Metropolitana de São Paulo, onde estão inseridas as cidades do Alto Tietê, comporta-se de maneira semelhante", explicou a companhia.

Em abril de 2017 foi instalada uma estação móvel de medição do ar em Mogi da Cruzes, que permaneceu no município temporariamente. A Cetesb escolheu Mogi como representativa dos municípios na região leste da região metropolitana porque a cidade tem população expressiva, plantas industriais e localiza-se entre a cidade de São Paulo e o Vale do Paraíba. (T.M.)

Deixe uma resposta

Comentários