Rodovias devem receber poucos veículos na Páscoa

Mogi-Bertioga estava praticamente vazia ontem
Mogi-Bertioga estava praticamente vazia ontem - FOTO: Mariana Acioli
Diferente do que ocorre em épocas de feriados prologados, as estradas que cortam o Alto Tietê não devem receber grande quantidade de veículos a partir de hoje, quando se celebra a Paixão de Cristo. Esse fenômeno de rodovias vazias pelos próximos três dias é em razão do combate ao coronavírus (Covid-19), que com o isolamento deve inibir o contágio no Estado.

As perspectivas de circulação são tão baixas que a Secretaria do Estado de Transportes, responsável por vias como a Mogi-Bertioga (SP-98) e Mogi-Dutra (SP-88), e a concessionária Ecopistas, que administra o corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto (SP-70) afirmaram que não foram delimitadas as expectativas do tráfego para este final de semana. 

"Estamos na Semana Santa e temos um feriado prolongado a partir desta sexta-feira, se é que podemos falar em feriado em um período de uma crise tão densa e tão triste como essa. Eu faço um apelo às famílias que, por favor, não se dirijam ao litoral de São Paulo. É um apelo que faço como governador do Estado: permaneçam em casa", destacou ontem o governador João Doria (PSDB).

O governo de São Paulo não instalou bloqueios ou impôs restrições de utilização das rodovias paulistas durante o período de quarentena. Apesar disso, o acesso às praias não está liberado. Ainda de acordo com Doria, as praias estão fechadas, no litoral norte, e Baixada Santista. Isso foi uma determinação do Governo de São Paulo e uma orientação correta de prefeitos dos municípios localizados no litoral do Estado.

*Texto supervisionado pelo editor.

 

Deixe uma resposta

Comentários