Prefeitura e Spani acertam permanência em Braz Cubas

A Prefeitura de Mogi das Cruzes e o Grupo Zaragoza, responsável pela rede Spani de supermercados, anunciaram ontem que a loja permanecerá funcionando na avenida Francisco Ferreira Lopes, no distrito de Braz Cubas, até encontrar um novo local para o estabelecimento. Com a decisão, os 105 funcionários da loja não serão mais demitidos. O anúncio ocorreu após uma reunião entre o prefeito Marcus Melo (PSDB) e o diretor presidente do grupo, Cleber Denis Santana.

Ficou acertado que, a partir da próxima semana, a Secretaria de Desenvolvimento e a empresa começará a avaliar novos locais para a realizar a transferência da unidade do Spani. O motivo do desligamento anunciado pela rede no começo do mês, se deu na inviabilidade da renovação do contrato de aluguel do imóvel, onde a loja está instalada desde 2004, que passaria de R$ 100 mil para R$ 170 mil. A decisão deixaria os 105 funcionários sem amparo em momento de pandemia do coronavírus (Covid-19).

Mas segundo o diretor presidente do grupo, nunca houve a intenção da empresa sair de Mogi, mesmo com a inviabilidade do terreno de Braz Cubas, o grupo já sonda novos locais. "A decisão de continuar na cidade foi motivada por três fatores fundamentais: os funcionários, os clientes e o empenho da prefeitura", concluiu.

Para Marcus Melo, a decisão do grupo foi extremamente positiva, especialmente em um momento de crises e incertezas, destacando a importância econômica da rede no município.

*Texto supervisionado pelo editor.