Mostra Virtual contempla 49 artistas em uma semana

A Mostra Virtual de Mogi das Cruzes - A Arte Não Esqueceu de Você, estratégia criada pela Secretaria de Cultura e Turismo para apoiar artistas neste momento de isolamento social, já contemplou 49 artistas dos segmentos de fotografia, artes cênicas, dança, música, cinema, artes plásticas, artesanato, literatura e manifestações populares.

Além de receber um apoio financeiro emergencial, os artistas foram estimulados a desenvolver apresentações e conteúdo online, por meio das plataformas virtuais existentes, em especial as redes sociais. Trata-se de artistas já conhecidos na cidade, que migraram dos palcos tradicionais para o ambiente online, executando, em sua maioria, lives ao longo da última semana. "É um aprendizado. Um momento totalmente novo, em que todos estamos precisando nos reinventar e descobrir novas maneiras de seguir com as nossas atividades profissionais, sem o contato físico. Tem sido um grande desafio para todos, mas estou certo que muitos estão descobrindo um nicho que, até então, nunca tinham explorado. Algo que eles podem levar para o futuro, como um complemento aos modelos convencionais do que já faziam", destaca o secretário municipal de Cultura e Turismo, Mateus Sartori.

O secretário explica ainda que foi dada aos artistas a liberdade de pedir contribuições online para as apresentações, porém cabe a cada artista disponibilizar os canais eletrônicos para o depósito de valores por parte do público.

Sartori lembra ainda que, além de prestar auxílio aos artistas, a Movi.Ar é também uma maneira de garantir que as pessoas continuem tendo acesso à cultura, mesmo diante de um momento tão atípico. "As pessoas devem continuar tendo esse contato com a cultura, pois isso nos auxilia em diversos aspectos, desde a questão dos valores, significados e conhecimentos, até uma forma de nos mantermos mais serenos durante esse período", completou.

O chamamento para o Movi.Ar foi aberto pela Secretaria de Cultura e Turismo tão logo foi decretada a quarentena por parte do Governo do Estado de São Paulo e também o estado de calamidade pública por parte do município. A previsão inicial era de beneficiar cerca de 40 artistas, porém a Secretaria conseguiu apoiar um total de 64 profissionais.

A Secretaria de Cultura e Turismo também apoiou oito grupos de congada, marujada e moçambique da cidade, atingindo um público de aproximadamente 100 pessoas e ainda deliberou a manutenção dos contratos com com a Associação Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes e com Instituto Sementinha (responsável pela gestão do CEU das Artes), preservando, com essa ação, entre 70 e 80 empregos diretos e indiretos.