Óticas lamentam movimento baixo

Macedo está preocupado com a higienização
Macedo está preocupado com a higienização - FOTO: Fotos: Mariana Acioli
Liberadas para voltar ao funcionamento durante a quarentena imposta pelo coronavírus, as óticas de Mogi das Cruzes retornaram ontem às atividades. Os estabelecimentos foram considerados como serviços essenciais e reabriram com algumas restrições no atendimento e também com pequena movimentação de clientes.

A decisão divulgada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes animou os lojistas que puderam retomar os serviços que estavam parados desde o dia 24 de março, quando o governo do Estado iniciou o período de quarentena em todos os 645 municípios de São Paulo, que irá até o dia 22 de abril.

Mirian Shibuya, gerente de uma ótica localizada na rua Braz Cubas, no centro da cidade, explicou que o período de um mês em que o comércio ficou fechado gerou um prejuízo de quase R$ 15 mil para o estabelecimento. "Foi bem complicado durante este tempo, nossos clientes perguntavam sobre a loja, mas não podíamos abrir, no máximo fazíamos a entrega de carnês", disse.

Como em muitos outros estabelecimentos comerciais, que compõem o grupo de serviços essenciais, as óticas estão fazendo atendimento presencial limitado e recomendando aos clientes as tradicionais compras on-line.

Segundo Mirian, uma nova opção de venda precisa ser elaborada, pois mesmo com a abertura do comércio, o movimento está fraco. "As pessoas não querem sair de casa e nós entendemos isso, só que o comércio precisa girar, por isso já estamos focando no nosso site de vendas", adiantou.

Para o gerente de uma outra ótica do centro da cidade, Anderson Rodrigues Macedo, a abertura gerou também outros gastos para a loja, como os equipamentos de higiene, que são necessários em todos os comércios essenciais da cidade. "Já tínhamos uma preocupação com a higiene dos óculos, mas agora temos de redobrar a atenção. Não podemos deixar de tomar cuidado, porque pode ser perigoso para nós e para os clientes", comentou.

*Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários