Hospital de Braz Cubas adota medidas para atender público

Na entrada do hospital foi criada uma recepção para receber os casos da doença
Na entrada do hospital foi criada uma recepção para receber os casos da doença - FOTO: Mogi News
Uma das primeiras medidas adotadas pela Prefeitura de Mogi das Cruzes no enfrentamento à pandemia do coronavírus (Covid-19)foi a dedicação exclusiva do Hospital Municipal de Mogi das Cruzes (HMMC) em Braz Cubas para casos suspeitos e confirmados da doença. Com a ação, a principal unidade de saúde pública do município passou por modificações internas para atender a demanda relacionada a doença.

As alterações começam logo na entrada do hospital, onde foi criada uma recepção exclusiva para casos da doença, com isolamento dos demais setores da recepção.

Na área interna, o HMMC conta com dois andares de Enfermaria destinados exclusivamente aos casos suspeitos e confirmados da Covid-19. Em um dos andares, todos os leitos foram readequados e transformados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a partir da instalação de aparelhos de suporte à vida, como os respiradores.

Questionada pela reportagem, a Fundação ABC, administradora da unidade de Saúde, afirmou que os funcionários que estão na linha de frente destes atendimentos ficam separados em andares, sem circulação em outras áreas do Hospital. Isso porque a unidade municipal atende casos suspeitos da doença, ou seja, que podem não estar contaminados. "Além disso, os funcionários utilizam paramentação adequada e obrigatória e se trocam em espaço privativo antes de entrar no andar e ao sair, sempre com a utilização de aventais, máscaras e toucas", respondeu a entidade em nota.

Os pacientes com quadro suspeito de coronavírus, inclusive, ficam em quartos separados, sozinhos, e com sinalização específica para que as equipes assistenciais só acessem o local com o uso dos equipamentos de proteção individual adequados, conforme protocolo específico para esse tipo de atendimento.

Ao todo são 32 leitos de UTI e 23 leitos de Enfermaria com dedicação exclusiva ao coronavírus, além do pronto atendimento adulto, que conta com consultórios, sala de emergência e exames.

Referência

Antes mesmo do decreto estadual de quarentena, a administração municipal já decidiu por manter o HMMC como centro de referência para combate ao coronavírus durante o período de quarentena.

Deixe uma resposta

Comentários