Atendimento pediátrico cai 80%

Um levantamento elaborado pela Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes, na tarde de anteontem, mostrou que os atendimentos de urgência e emergência no Pronto Atendimento (PA) Infantil 24 horas do Hospital Municipal, em Braz Cubas, e do Pró-Criança tiveram uma queda de até 80% no último mês. Por este motivo, conforme já publicado pela reportagem, o Comitê Municipal Gestor do Coronavírus optou pelo fechamento temporário do espaço.

Nos anos anteriores, entre março, abril e maio, o PA Infantil e o Pró-Criança costumavam registrar mais de 300 atendimentos por dia. Na primeira quinzena de abril deste ano, as duas unidades atenderam de 50 a 60 crianças por dia. "Para se ter uma ideia, somente no Pró-Criança foram registrados 877 atendimentos entre os dias 1º e 15 deste mês, enquanto que entre os dias 1º e 15 de março foram 3.802 atendimentos", explicou a Secretaria.

Além disso, a Pasta afirmou que a "queda está diretamente relacionada ao fato das crianças estarem em casa, mantendo distanciamento social, o que previne contra o novo coronavírus (Covid-19) e também outras doenças respiratórias e viroses, comumente registradas em ambientes de convivência coletiva".

Outro ponto a favor, segundo Mogi das Cruzes, é que as famílias estão redobrando os cuidados e evitando idas desnecessárias aos serviços de saúde. Ontem, no primeiro dia de mudança das atividades, o movimento se mostrou tranquilo, mas a equipe técnica manterá um monitoramento rigoroso da demanda para verificar eventuais ajustes necessários.

Os atendimentos começaram a ser feitos no Pró-Criança, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Oropó e Rodeio ou nos Pronto Atendimentos 24 horas do Jardim Universo e Jundiapeba. Além de concentrar atendimento exclusivo aos pacientes suspeitos de coronavírus (Covid-19), o fechamento foi a medida necessária para garantir segurança às crianças com outras doenças e seus familiares.

*Texto supervisionado pelo editor.

Deixe uma resposta

Comentários