Funcionários para serviço de acolhimento são selecionados

Trinta e quatro funcionários já foram selecionados para trabalhar no serviço de acolhimento provisório em combate ao coronavírus (Covid-19). Os selecionados irão atuar na unidade do Sesi Centro Educacional, na avenida João XXIII, em Cezar de Souza.

O novo serviço poderá abrigar 50 moradores de rua, dando suporte à Escola Estadual Doutor Deodato Wertheimer, na Vila Industrial, que já vem oferecendo assistência e suporte a 50 pessoas em situação de rua.

De acordo com a Prefeitura de Mogi das Cruzes, a estrutura do Sesi em Cezar de Souza já foi toda finalizada para comportar os novos serviços de acolhimento. Hoje, terá início o processo de capacitação dos profissionais que irão atuar no local, que começa a funcionar nesta segunda-feira.

Ao todo, serão 34 agentes cuidarão do local, assim como já ocorre na Escola Estadual Doutor Deodato Wertheimer, na Vila Industrial. Serão 24 educadores responsáveis pela administração dos usuários, oito profissionais de serviços gerais, que manterão a higiene no local, além de dois coordenadores.

Os funcionários foram recrutados pela Prefeitura e pela Associação Beneficente Onde Moras (Abomoras).

Serão 68 funcionários trabalhando nas duas unidades, que têm como objetivo oferecer alojamento seguro no período de isolamento social, com abrigo, alimentação, banho e outros serviços. Os assistidos são encaminhados pela equipe de abordagem ou pelo Centro Pop.

Com o serviço oferecido em Cezar de Souza, o município terá 100 vagas para atender os moradores de rua - 50 em cada unidade citada. Atualmente, na Escola Estadual Doutor Deodato Wertheimer, na Vila Industrial, são 18 vagas sem direito a saídas (quarentena) e outras 32 vagas rotativas, sendo que a pessoa alojada pode sair uma vez por dia, mas precisa retornar antes das 17 horas. O mesmo esquema será implantado no Sesi de Cezar de Souza.

*Texto supervisionado pelo editor.