Tribuna

Samu de Ferraz

Por trabalhar na linha de frente do combate ao coronavírus (Covid-19), ou seja, por fazer o transporte diário de pacientes infectados ou sujeitos a contaminação da doença, profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) de Ferraz de Vasconcelos poderão receber um aumento de 20% no valor da insalubridade. A proposta para beneficiar a categoria foi sugerida por meio de um ofício à Prefeitura pelo vereador Claudio Roberto Squizato (PL).

Pandemia

O documento datado da semana passada foi protocolado ontem para os devidos estudos, sobretudo, os relacionados ao impacto financeiro da medida compensatória. De acordo com o parlamentar, a possível alteração no percentual da insalubridade paga aos funcionários do Samu valeria durante o período em que perdurar à pandemia do coronavírus. Depois, a ideia é que o mesmo tipo de decisão seja estendida aos servidores da saúde de um modo geral. Ainda, segundo ele, a concessão do benefício é uma maneira encontrada para incentivar cada vez mais o trabalho desempenhado e de suma importância pela categoria

Mais profissionais

O governador João Doria (PSDB) anunciou ontem autorização para contratação de 1.185 profissionais de saúde, em caráter emergencial, para incrementar o quadro das equipes de saúde dos hospitais estaduais e reforçar a assistência aos casos de Covid-19. Serão chamados 260 profissionais remanescentes de concursos públicos, sendo 210 enfermeiros e 50 fisioterapeutas. Eles estão sendo convocados por meio de publicação em Diário Oficial e devem começar a trabalhar a partir do dia 22 de abril.

Atualização

A Câmara de Suzano esclareceu ontem que Edmilson Tavares, o Pau no Gato, não está atuando como parlamentar desde 2018, quando foi suplente do vereador José Alves Pinheiro Neto (PDT), o Netinho do Sindicato. A casa também pontuou que o vereador, José Silva de Oliveira, é agora filiado ao PDT e não mais ao partido MDB, conforme a reportagem "28 mil suzanenses são filiados a partidos", veículada anteontem, afirmou.