Retrato da PandeMia:

A fotógrafa Mariana Acioli flagrou ontem, no Cemitério da Saudade, em Braz Cubas, uma máscara de proteção facial, provavelmente de um funcionário que trabalha no local, pendurada na cruz de uma lápide. Um retrato simbólico do momento de pandemia que vivemos. O serviço de abertura dos 600 jazigos continua sendo executado. De acordo com os trabalhadores, cerca de seis sepultamos são realizados diariamente. (Nicolas Takada)