Itália tem primeira redução de pacientes em UTIs

O número de pacientes em unidades de terapia intensiva (UTIs) diminuiu pela primeira vez na Itália desde a explosão da pandemia de coronavírus no país, há mais de um mês, anunciou ontem a Proteção Civil. De acordo com o chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli, o total de doentes de Covid-19 em UTIs nos hospitais italianos voltou a ficar abaixo de 4 mil (3.994; na véspera havia 4.068). (E.C.)