Bom Prato de Suzano irá fornecer refeição de graça

A Prefeitura de Suzano aderiu à ação de gratuidade nas refeições do restaurante Bom Prato para pessoas em situação de rua cadastradas pelo município. A medida do governo estadual vale até 31 de julho, mas poderá ser prorrogada caso perdure a situação de calamidade pública reconhecida pelo decreto nº 64.879, de 20 de março de 2020.

Segundo a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, estão sendo colocados à disposição 60 cartões de gratuidade do restaurante Bom Prato. Cada um dará direito a três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar.

A Pasta informou ainda que o governo estadual começou a oferecer na última sexta feira passada uma formação para profissionais da Assistência Social do município referente ao projeto. A expectativa é de que em breve seja apresentado um link para preenchimento das informações dos atendidos.

Todos os beneficiários são inscritos atualmente no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) - localizado na rua General Francisco Glicério, 1410, na área central. Mais informações sobre cadastramento no órgão podem ser obtidas pelo telefone 4743-2588.

Nesta quarentena contra a pandemia de coronavírus (Covid-19), a unidade do Restaurante Bom Prato de Suzano está funcionando todos os dias, inclusive aos domingos e feriados, em sistema de retirada. As refeições são distribuídas em embalagens e talheres descartáveis, já que não é possível se alimentar no salão, para evitar aglomerações.

O endereço é avenida Major Pinheiro Froés, 148, no Parque Maria Helena. O horário de atendimento foi ampliado: café da manhã das 7 às 9 horas, almoço das 10 às 15 horas e jantar das 17 às 18 horas, ou enquanto houver refeições disponíveis.

Mogi das Cruzes também aderiu ao programa, e até a ultima atualização, feita há menos de duas semanas, 48 pessoas haviam se cadastrado para retirar as refeições de forma gratuita. Além de Suzano e Mogi, existem unidades do restaurante Bom Prato em Itaquaquecetuba e Ferraz de Vasconcelos, no entanto, estes dois municípios ainda não aderiram ao projeto do governo do Estado.