Secretaria do Verde de Mogi plantará 44 mudas de árvores

A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de Mogi das Cruzes realizou os cálculos da sua "Pegada de Carbono" (Carbon Footprint) no período compreendido entre setembro de 2019 e maio de 2020, o que significa mensurar o quanto foi emitido de gases de efeito estufa em decorrência de suas atividades diárias, promovendo a neutralização correspondente. Essa neutralização de emissões atende à diretiva Proatividade Qualidade do ar (QAPRO), do Programa Município Verde Azul. Mogi já foi certificada duas vezes o selo Município Verde Azul e vem trabalhando para melhorar cada vez mais sua participação no programa.

A diretora de Meio Ambiente, Patrícia Césare, explicou que esta é uma das diretivas mais importantes do programa: "Essa ação prevê que as instituições realizem seus inventários de emissões e adotem medidas para compensar o impacto delas no meio ambiente". Entre setembro de 2019 e maio de 2020, a Secretaria emitiu um total de 6,08 toneladas de dióxido de carbono (CO²), referentes a sua frota veicular.

A partir desses resultados, a secretaria realizou as compensações de emissões correspondentes. "Nossa compensação das emissões corresponderam ao plantio de 44 árvores para compensar toda essa emissão. Os cálculos utilizados levaram em consideração todo trânsito de veículos e atividades geradoras de emissões atmosféricas pelos trabalhos da secretaria", detalhou.

Para as pessoas interessadas em saber mais sobre o processo, o site da Fundação SOS Mata Atlântica possui uma "calculadora de emissões" que permite fazer o cálculo do volume de gases de efeitos estufa emitidos e a quantidade necessária de árvores a serem plantadas para neutralizar essas emissões.

"No processo de desenvolvimento de uma planta ocorre a fotossíntese, onde a planta usa a luz solar e retira do ar o gás CO², que é fixado nas suas estruturas. A calculadora leva em consideração todos os processos biológicos do crescimento das árvores e permite que façamos o cálculo do quanto ela consegue sequestrar de gases CO² no seu processo de crescimento", comentou o diretor André Miragaia, da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente.