Refeições gratuitas têm 86 cadastrados em Mogi

As equipes da Assistência Social de Mogi das Cruzes já cadastraram 86 pessoas que vivem em situação de rua no programa de gratuidade das refeições do Bom Prato. As inscrições são realizadas no Centro Pop, na avenida José Benedito Braga, na Vila Mogilar.

As refeições sem custo são destinadas especialmente às pessoas que vivem em situação de rua e, de acordo com a Prefeitura, a oferta das unidades gratuitas se encerra no dia 31 do próximo mês, podendo ser prorrogada pelo Estado.

Para que a inscrição seja feita no programa do governo não é obrigatório ter em mãos os documentos pessoais, como o Registro Geral (RG) ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF). Os interessados podem fazer os cadastros das 8 às 17 horas, de segunda a sexta-feira.

Independentemente do cadastro, os encaminhamentos para regularizar a documentação também são efetuados pelas equipes da Assistência Social, pois ter a documentação em mãos é um passo importante para acesso a outros direitos. A criação do programa pelo governo do Estado de São Paulo visa minimizar os impactos da pandemia para as pessoas mais vulneráveis.

Desde o início de abril, os 59 restaurantes Bom Prato de São Paulo passaram por rápidas adaptações com o intuito de servir as refeições para viagem, em embalagens e com talheres descartáveis. O horário de atendimento de algumas unidades foi ampliado para evitar aglomerações, mas o Bom Prato de Mogi continua funcionando das 10 às 15 horas. (T.M.)

Deixe uma resposta

Comentários