Prefeitura notifica e autua estabelecimentos

Desde que Mogi das Cruzes passou para a fase laranja do Plano São Paulo de Retomada Econômica, no dia 12 de junho, a fiscalização vem tendo trabalho para controlar a situação. Nesta semana, ficou ainda mais difícil, já que as lojas que retornaram às atividades tiveram de reduzir o horário de atendimento para 4 horas diárias (até domingo passado, eram 6 horas de funcionamento).

Apenas nesta semana, os fiscais notificaram 18 estabelecimentos por descumprimento das regras e autuou 5.

O prefeito Marcus Melo espera a colaboração dos comerciantes, para que o setor não seja prejudicado, e para evitar que a cidade, ao invés de avançar para fase amarela do Plano São Paulo, não regrida para a fase vermelha, o que implicaria no fechamento total das atividades comerciais novamente. "Na segunda-feira (dia 22), o trabalho da fiscalização foi de apenas orientar os comerciantes sobre a nova medida (redução para 4 horas de trabalho). Já nos dias posteriores, tivemos que agir mais e notificar e autuar os estabelecimentos que continuaram a desrespeitar o regulamento. Nosso objetivo não é prejudicar o setor comercial, por isso, é preciso que eles entendam a situação e colaborem. Continuaremos a fiscalizar, ainda com mais firmeza, a quem descumprir o decreto", alertou Marcus Melo, que segue pedindo à população que saia de casa apenas se for essencial. "Ainda estamos em quarentena e precisamos nos cuidar contra o coronavírus. Não podemos permitir que a irresponsabilidade de alguns prejudique o todo. Comerciantes e população precisam colaborar nesse momento de pandemia", disse o prefeito.