Educação relata ações do 1º quadrimestre

A secretária de Educação de Mogi das Cruzes, Juliana Guedes, apresentou na manhã de ontem na Câmara as ações realizadas de janeiro a abril deste ano pela Pasta. No período, marcado pela suspensão das aulas presenciais devido à pandemia de Covid-19, a secretaria desenvolveu o projeto "Para fazer em casa" e as videoaulas, que já se tornaram referência para outros municípios.

Devido à pandemia, a audiência foi fechada ao público e transmitida pela TV Câmara. "Esta audiência é importante para que todos saibam do trabalho que vem sendo feito. São 48 mil alunos na rede municipal. Agradecemos a Câmara que está nos apoiando com a transmissão das videoaulas pela TV Câmara", disse a secretária.

Juliana observou ainda a queda de 8% na receita proveniente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) em relação ao que estava previsto no início do ano, percentual equivale a R$ 17,9 milhões. "O repasse é feito de acordo com a arrecadação de impostos que são encaminhados ao governo federal e repassados novamente para a cidade. Com a queda na arrecadação de impostos, este recurso também sofre redução", explicou.

Durante a suspensão das atividades presenciais devido à pandemia, a Secretaria fez um amplo programa de formação para os servidores com a oferta de mais de 8 mil vagas em cursos para os profissionais de diferentes segmentos. Os alunos estão participando de atividades a distância desde 7 de abril com o "Para fazer em casa", desenvolvido pelo departamento pedagógico, que se transformou no "Para fazer em casa - Reposição", com videoaulas e roteiros de estudo para atender os alunos desde o dia 18 de maio.

Deixe uma resposta

Comentários