Atendimentos da Assistência Social sobem 115% em Suzano

Entre março e maio de 2020, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Suzano registrou aumento de 115% na demanda na rede básica da assistência, na comparação com o mesmo período de 2019. Foram 6 mil atendimentos mensais no ano passado, ao passo que em 2020 a Pasta atendeu 12,9 mil pessoas.

Além disso, a estimativa da secretaria é de que atualmente 20 mil famílias de Suzano estão cadastradas no município para programas de transferência de renda, incluindo o Auxílio Emergencial do governo federal.

Antes mesmo da pandemia do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social já empregava esforços para ampliar o atendimento. No início de março, a Pasta, em conjunto com o Conselho Municipal da Assistência Social (Comas), promoveu uma videoconferência com um representante do Ministério da Cidadania, direto de Brasília, com o objetivo de tirar dúvidas e orientar quanto à elaboração do Plano Municipal da Assistência Social.

O plano unifica todas as políticas públicas, ações e equipamentos voltados à população em situação de vulnerabilidade e risco social, e estabelece metas de curto, médio e longo prazos para implantação dentro do município, como a expansão da rede com os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e programas como Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e outros, com base no Cadastro Único, do governo federal. No início deste ano, Suzano tinha mais de 98 mil pessoas inscritas, sendo que 90% delas contavam com renda familiar abaixo de três salários mínimos.

Pandemia

No início da pandemia, a Assistência Social determinou que os serviços em caráter de urgência irão continuar à disposição da população.

Na ocasião, foi apresentado que os serviços em caráter de urgência continuam à disposição da população, por meio dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), bem como do órgão gestor, com auxílio dos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Pessoa com Deficiência e do Idoso, além do Conselho Tutelar.