Atendimentos da Assistência Social têm aumento de 47,28%

Entre março e maio de 2020, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Mogi das Cruzes registrou aumento de 47,28% na quantidade de famílias assistidas por programas assistenciais, em relação ao mesmo período no ano passado.

São mais 4.310 famílias atendidas pelos serviços de Cras/Creas (Centro de Referência de Assistência Social e Centro de Referência Especializado de Assistência Social) durante a pandemia de coronavírus (Covid-19), com os trabalhos de orientações sobre os programas de transferência de renda, benefícios específicos lançados em função da pandemia (Auxílio Emergencial, Tarifa Social de Energia Elétrica, Programa Alimento Solidário), benefícios de prestação continuada, benefícios do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e assuntos relacionados aos órgãos de garantia de direitos.

De março a abril de 2019, 9.116 famílias foram atendidas e receberam algum tipo de suporte dos programas sociais, ao passo que durante a crise gerada pela Covid-19, 13.426 passaram a receber acompanhamento.

A secretária municipal de Assistência Social, Neusa Marialva, explicou que a Pasta, dentro dos serviços de caráter essencial, vem mantendo sua estrutura em funcionamento, com portas abertas para os equipamentos como Cras, Creas, Centro Pop, Vila Dignidade, CIC Jundiapeba e CadÚnico. "Além de atuar de forma intensa junto às organizações sociais que compõem a rede socioassistencial com objetivo de divulgar, orientar e criar planos de atendimento em cumprimento a todas as orientações para os cuidados, higienização, isolamento e prevenção ao Covid-19", completou a titular da Pasta municipal.

Com a abertura de dois novos serviços de acolhimento complementar nas escolas estaduais Dr. Deodato Wertheimer e Profª. Guiomar Pinheiro Franco, cem vagas para moradores em situação de rua foram disponibilizadas. Além disso, a Pasta prestou suporte para a emissão de 86 carteiras de acesso às refeições gratuitas no Restaurante Popular Bom Prato, para a população de rua não albergada.

Através do Programa ACESSUAS/CONDUZ em parceria com a Fundação Banco do Brasil e Secretaria Estadual de Agricultura e Cooperativas de Agricultura Familiar foram cadastradas 5 mil famílias para recebimento do Kit Agricultura Familiar e Feira.

Já no Programa Alimento Solidário, do governo estadual, 28.779 famílias inseridas no Cadastro Único, com renda declarada per capita de
R$ 89, já foram assistidas.

"Importante ressaltar que as consequências da pandemia poderão ser mensuradas de forma mais consistente a partir da abertura total de todos os serviços ofertados pela Assistência Social", completou a secretária Neusa.

Cadastro Único

Segundo a Prefeitura, o CadÚnico está com uma demanda diária de aproximadamente 200 usuários que tem buscado os serviços de transferência de renda, acessado majoritariamente por contatos telefônicos, email e whattsapp.