São Paulo vai desativar parte do hospital no Anhembi

A Prefeitura de São Paulo vai desativar parte dos leitos do hospital de campanha do Anhembi, na zona norte, a partir do dia 1º de agosto. O anúncio foi feito ontem pelo prefeito Bruno Covas (PSDB). De acordo com ele, o hospital atualmente tem 807 leitos de enfermaria, 64 de estabilização e outros 929 de contingência, com capacidade para 1,8 mil atendimentos. "Vamos reduzir a área de 871 leitos e vamos passar a usar 310 leitos. Serão menos 561 leitos, o que vai gerar economia mensal de R$ 19 milhões", disse. A Prefeitura afirma que, na mesma data, serão abertos leitos em outros dois hospitais, na Brasilândia, zona norte, e no Sorocabana, na zona oeste. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários