Mortes ultrapassam os 660 casos no Alto Tietê

As cidades de Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano registraram ontem, juntas, 16 mortes por coronavírus (Covid-19), o que eleva para 664 o total de óbitos no Alto Tietê. As informações foram atualizadas pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e pelas vigilâncias sanitárias da região.

Os dados apontam uma morte em Ferraz, Guararema e Poá, sendo, respectivamente, um homem de 44, uma mulher de 89 e um homem de 69 anos. Em Suzano foram duas mortes, um homem de 76 anos e uma mulher de 95.

As duas cidades com maior quantidade de falecimentos por coronavírus no Alto Tietê, Mogi e Itaquá, também registraram o maior número de mortes ontem. Em Mogi foram seis os falecimentos por coronavírus, as vítimas eram quatro homens entre 51 e 83 anos, e duas mulheres, de 27 e 45 anos. Por sua vez, em Itaquá, foram cinco mortes; três homens de 58, 68 e 75 anos, e duas mulheres de 81 e 70.

Além dos óbitos, a região também registrou ontem um total de 4.267 pessoas que conseguiram se recuperar do coronavírus. Em Mogi, 1.377 moradores venceram a doença, ao passo que em Suzano foram 1.081. Itaquaquecetuba informou que 409 habitantes já estão curados da Covid-19. Usando como base os dados de ontem, o Alto Tietê registrou 7.731 pessoas infectadas. A maioria está em Mogi (2.126); em Suzano (1.620), Itaquá (1.262) e Ferraz (778)

Em Arujá são 620 pessoas contaminadas, ao passo que em Biritiba Mirim são 81 contaminações confirmadas, já em Guararema são 156. Fecham a lista as cidades de Poá, 614 infecções; Salesópolis, 63, e Santa Isabel, com 411 moradores com coronavírus.