Suzano pede a regularização de água para 1,6 mil imóveis

A Prefeitura de Suzano oficializou pedido à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para implantar ligações de água e esgoto em cerca de 1,6 mil imóveis que estão em processo de regularização fundiária nos bairros Jardim Gardênia Azul e no Jardim Panorama, ambos na região norte da cidade. A solicitação foi feita na última semana pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) ao gerente regional da estatal no Alto Tietê, Zemicindo Miguel Mendes.

A prestação de serviço seria executada por meio do programa "Água Legal" e agora depende da aprovação por parte da diretoria da Sabesp. "Desde o início da gestão, uma das nossas prioridades sociais foi a regularização de moradias, principalmente em regiões de Suzano com os maiores índices de vulnerabilidade. Foi pensando nessa necessidade aguardada por milhares de famílias que fizemos a solicitação, a fim de garantir melhores condições de saneamento básico", disse o prefeito.

Um dos locais que seriam atendidos é o Jardim Gardênia Gleba 2, uma área particular ocupada desde o início dos anos 2000 às margens da estrada Portão do Honda. A Prefeitura de Suzano vem auxiliando no processo de legalização com a entrega de cerca de 800 memoriais descritivos nominais até o momento, de um total que ultrapassa mil imóveis, por meio do Programa de Regularização Fundiária Urbana (Reurb). No loteamento também já foram garantidas e executadas instalação de postes-padrão, ligações elétricas e iluminação pública pela EDP São Paulo.

O outro bairro que seria atendido pela Sabesp é o Jardim Panorama. Lá, mais de 600 imóveis estão em processo de regularização fundiária por meio do programa Cidade Legal, da Secretaria de Estado da Habitação. "Desde o ano passado, o prefeito vem pedindo a inclusão de Suzano no programa Água Legal, que atua em regiões de grande vulnerabilidade social. Depois da aprovação da nossa diretoria, esse serviço deve ter início no município pelas áreas do Jardim Gardênia Azul Gleba II e do Jardim Panorama", disse o gerente regional da Sabesp.

Resíduos sólidos

A construção da nova Central de Triagem de Resíduos Sólidos localizado no bairro Cidade Miguel Badra, está quase concluída. Será o segundo do tipo no município. O funcionamento terá início após a contratação da organização que ficará responsável pelo local, por meio de edital de chamamento público que deve ser publicado nos próximos dias.

Nesta semana, Ashiuchi visitou o local, cuja obra teve início no segundo semestre de 2018, com investimento de mais de R$ 1,5 milhão. A obra foi financiada com recursos do Fundo de Investimentos Difusos (FID) e da Sabesp. O complexo totaliza 590 metros quadrados e conta com sala administrativa, refeitório, vestiários, local de recebimento e área de armazenagem, equipamentos pesados, como esteira elevada, esteira alimentadora e prensa enfardadeira horizontal.

Todo o sistema foi elaborado pensando em facilitar e reduzir a força humana, sendo uma referência no setor. Terá uma capacidade de processar 50 toneladas por turno de trabalho, podendo chegar a 2 mil toneladas de recicláveis por mês.