Iprem aguarda fase amarela para realizar assembleia

O Instituto de Previdência Municipal (Iprem) informa aos seus segurados que aguardará a entrada de Mogi das Cruzes na fase 3-amarela do Plano São Paulo para a realização de sua 15ª Assembleia Geral anual, que este ano teria ocorrido em 28 de maio, não fosse a pandemia de Covid-19. Atualmente, a cidade está na fase 2-laranja do sistema adotado pelo Governo do Estado de São Paulo para flexibilização gradativa da quarentena.

A assembleia, realizada por meio do Conselho de Administração da autarquia, é uma prestação anual de contas para que sejam apresentados todos os atos praticados no exercício anterior (neste caso, o ano de 2019), como aplicações, metas e investimentos.

O balanço é feito sempre no primeiro semestre a todos os segurados, tanto os servidores titulares de cargos efetivos (ativos), como aposentados e pensionistas da Prefeitura, Câmara, Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) e do próprio Iprem.

No dia 28 de maio, quando estava inicialmente prevista a assembleia, Mogi das Cruzes e toda a região estavam na fase 1-vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo e que impunha isolamento social mais rigoroso que o atual.

O instituto

Criado pela Lei Complementar nº 35/2005, a autarquia gerencia o Regime Próprio de Previdência Social do Município de Mogi das Cruzes (RPPS-MC). Há também, como órgão auxiliar, consultivo e deliberativo, o Comitê de Investimentos, instituído pelo decreto nº 12.786/2012, que tem a finalidade de auxiliar a Diretoria Executiva e o Conselho de Administração nos processos de investimentos dos recursos.

A administração do Iprem é feita pela Diretoria Executiva e dos órgãos integrantes de sua estrutura hierárquica ou funcional.