Comitê e setores discutem os protocolos para a reabertura

Às vésperas do possível aumento na flexibilização do Plano São Paulo para Mogi das Cruzes e região, o Comitê Gestor de Retomada Gradativa de Atividades Econômicas da Prefeitura de Mogi das Cruzes se reúne hoje com três diferentes setores comerciais para discutir os protocolos de reabertura.

O governo do Estado analisará hoje e divulgará amanhã um novo faseamento do Plano São Paulo, que pode reclassificar a região para a fase 3 do programa, de cor amarela, que permitirá a abertura de bares, restaurantes, salões de beleza e academias de esporte.

Justamente em cima desta possibilidade que a administração municipal se programou. Tanto que vai fazer uma bateria de encontros para tratar do assunto. Às 15 horas, começa com os representantes de salões de beleza; às 16 horas, com os representantes de colégios particulares (que já possuem data definidas para retorno: dia 8 de setembro); e às 17 horas com proprietários de bares e restaurantes. Completando a agenda de discussões para validação dos protocolos sanitários de funcionamento, amanhã pela manhã, o grupo de trabalho se reúne novamente com o setor de academias, que foi incluído na fase amarela do Plano São Paulo e poderá retomar atividades se a região for promovida.

O Comitê Gestor, junto com a Comissão Especial de Vereadores (CEV) que acompanha e media reuniões com os setores já realizou encontros com a maioria destes segmentos, apresentando as propostas iniciais da administração municipal para o retorno seguro destes empreendimentos.

No final do mês passado, com a possibilidade de avançar de fase naquela oportunidade, que não se concretizou, donos de barbearias e salões de beleza discutiram, junto ao Comitê Municipal Gestor de Retomada Gradativa das Atividades Econômicas, o protocolo de reabertura do setor. Uma das questões que pautou a reunião foi a utilização de equipamentos de segurança durante a realização de serviços das categorias. Os empresários questionaram a necessidade da troca de equipamentos como toucas e aventais após o atendimento de cada cliente, medida sugerida no protocolo criado pela Prefeitura. A administração municipal prometeu considerar estas questões, que devem ser tratadas no encontro de hoje.

Dias depois, reunido com proprietários de restaurantes, lanchonetes, pizzarias e padarias, o Executivo prometeu analisar a possibilidade de determinação de três horários de funcionamento para cada sub-setor da categoria e o conceito sobre o atendimento ao ar livre.

Reunião semelhante também já foi realizada com representantes de academias instaladas no município. A CEV, que esteve presente em todas estas ocasiões, já se reuniu também com o setor de escolas particulares.

Deixe uma resposta

Comentários