Cresce a expectativa da região para avanço no Plano São Paulo

Mudança ampliará período de abertura do comércio de quatro para seis horas
Mudança ampliará período de abertura do comércio de quatro para seis horas - FOTO: Mariana Acioli
O governo do Estado realiza hoje mais uma reclassificação dos municípios paulistas dentro do Plano São Paulo de Retomada Econômica, com a possibilidade clara do Alto Tietê avançar para a fase 3 do programa, de cor amarela, que prevê o aumento da flexibilização dos setores comerciais não essenciais.

De acordo com o boletim diário do governo do Estado, a região da Grande São Paulo Leste, onde estão inseridos os municípios do Alto Tietê, tinha ontem uma taxa de ocupação de leitos de UTI de 59,3% e de 51,8% para enfermaria. O número de leitos de UTI Covid por 100 mil habitantes era de 15,6 na região. Os índices, segundo os critérios do Estado, garantem a passagem do Alto Tietê para a fase amarela do Plano São Paulo.

Confirmada a reclassificação da região, bares, restaurantes, salões de beleza e academias terão liberação para retomar suas atividades, mediante rígidos protocolos de segurança e limite físico de ocupação do público. Nos últimos dias, os índices analisados pelo Estado se mostraram positivos, com a clara possibilidade para avanço para a próxima fase do Plano São Paulo.

Além da liberação de segmentos que estão com atividades paralisadas, na etapa amarela do programa estadual os setores de comércio e serviços poderão ampliar o horário de funcionamento para seis horas por dia. Caso o governo promova a região, a partir de segunda-feira as lojas passarão a funcionar das 10 às 16 horas, o shopping das 13 às 19 horas e os escritórios das 9 às 15 horas.

Tal possibilidade aumenta a expectativa das entidades que representam os setores contemplados. A direção da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) disse ontem que a mudança só depende do governo do Estado. "Para não perder tempo, os empresários estão mobilizados com os representantes das entidades de classe e da administração municipal para que a cidade possa efetivar a etapa amarela a partir da próxima segunda-feira", adiantou o presidente da ACMC, Marco Zatsuga.

Já o Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) de Mogi e região, que também será diretamente beneficiado pela possível mudança, protocolou ontem o documento que rege a atuação dos comerciantes no município para a próxima semana. "Além de estender o horário, também vamos poder aumentar nossa capacidade de ocupação das lojas, de 20% para 40%", disse o presidente da entidade, Valterli Martinez. "Amanhã (hoje) vamos esperar um posicionamento com muita atenção", concluiu.

Questionado, o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) disse que os prefeitos dos municípios que fazem parte do grupo vêm trabalhando constantemente para atender os requisitos estaduais e progredir dentro do Plano São Paulo.

Fase laranja

Os municípios do Alto Tietê estão na etapa laranja do programa estadual desde o dia 12 de junho. Inicialmente, Mogi das Cruzes liberou o funcionamento do comércio e serviços por um período de seis horas diárias, porém, desde o último dia 22, o tempo foi reduzido para quatro horas por dia, conforme determina o decreto estadual.

Deixe uma resposta

Comentários