Barragens na região têm níveis mantidos

Nível médio das represas da região está em 71,2%
Nível médio das represas da região está em 71,2% - FOTO: Daniel Carvalho/Arquivo
As chuvas que caíram em algumas cidades da região na última semana não foram suficientes para a elevação do nível da maioria das represas do Sistema Produtor do Alto Tietê (Spat). Os números foram divulgados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) em um levantamento que também pontuou a média das represas: 71,2%.

Em um comparativo com a sexta-feira retrasada, a represa de Paraitinga manteve a taxa de volume em 73%, estável nas três últimas semanas.

Na comparação dos índices das represas em junho do ano passado e o mesmo mês deste ano, o volume de água caiu 45%. A Sabesp explicou que a diferença entre os dois períodos é normal, considerando a diminuição das chuvas deste ano, até o final do 1º semestre.

A represa Ponte Nova apresentou um leve declínio de um ponto percentual da sexta-feira retrasada para ontem, passando de 93% para 92%. Em contraponto, a barragem de Biritiba registrou um acréscimo de três pontos percentuais, subindo de 34% para 37% no mesmo período, de sexta-feira retrasada para a passada. Por fim, as bacias de Jundiaí e Taiaçupeba também apresentaram declínio. A primeira, de 33% para 31%, e a segunda, de 48% para 41%.

Deixe uma resposta

Comentários