Horário estendido é comemorado por representantes do comércio

Zatsuga: 'Menos risco de aglomeração de clientes'
Zatsuga: 'Menos risco de aglomeração de clientes' - FOTO: ACMC/Divulgação
Com o avanço da cidade para a fase amarela da retomada econômica, as entidades que representam o comércio em Mogi das Cruzes comemoraram a permissão de poder funcionar por um período maior, além do retorno de outras atividades até então proibidas de funcionar. A decisão do Estado autoriza, a partir de segunda-feira, o funcionamento do comércio e serviços por seis horas diárias, além de estender a liberação para bares, restaurantes, salões de beleza, clínicas de estética e academias.

Para o presidente da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), Marco Zatsuga, a nova classificação anunciada ontem pelo Governo do Estado condiz com a realidade da cidade, que tem apresentado uma boa evolução nos indicadores de controle da pandemia. "Entendemos que a cidade tem condições dessa flexibilização maior, até porque seis horas por dia de funcionamento permite uma melhor distribuição dos consumidores, reduzindo os riscos de aglomerações", pontuou Zatsuga. "Os empresários, de maneira geral, estão cientes dos protocolos de segurança que precisam ser incorporados na retomada das atividades", acrescentou o presidente da ACMC.

Conforme acordos firmados ao longo desta semana, a partir de segunda-feira o comércio de rua da cidade passará a funcionar das 10 às 16 horas, o shopping das 12 às 18 horas e os escritórios das 9 às 15 horas. Sobre o horário estendido, o sentimento dos representantes do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) de Mogi das Cruzes e região é de que os problemas relatados recentemente sobre grandes filas em Mogi serão significativamente reduzidos, ou até extintos. Para o presidente da entidade, Valterli Martinez, o controle da pandemia estará cada vez mais próximo. "Pesquisas evidenciam que a redução do horário de seis para quatro horas foi prejudicial aos lojistas, funcionário e clientes. A volta das seis horas representa menos fila e com atendimento mais seguro", completou Martinez.