Novos agentes começam atividades em Biritiba Ussu

Estimativa é ampliar atendimento para 4 mil pessoas
Estimativa é ampliar atendimento para 4 mil pessoas - FOTO: Divulgação/PMMC
Os novos agentes comunitários contratados pelo Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam) para atuar nas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF)de Mogi das Cruzes deram início às atividades do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (Pacs) em Biritiba Ussu. O objetivo é ampliar o atendimento na unidade em função da localização distante, característica rural ou pelo crescimento populacional e garantir facilidade aos serviços de saúde.

Com a chegada dos agentes, estima-se que sejam atendidas mais de 4 mil pessoas na região. Serão ofertados os serviços de consultas de enfermagem, acolhimento de demanda espontânea, testes rápidos de sorologia (HIV, hepatites B e sífilis), teste rápido de gravidez, acompanhamento de pré-natal e visita domiciliar do enfermeiro, dentre outros.

Até o final de 2020, a Prefeitura pretende ampliar em 33% o número de equipes de ESF e agentes comunitários na cidade, passando de 15 para 20. Uma das principais vantagens será o incentivo aos cuidados preventivos de saúde, mas as mudanças também atendem à portaria do Ministério da Saúde, que altera o sistema de financiamento para a Atenção Básica em função do número de pacientes cadastrados pelas unidades de saúde.

A agente comunitária Verônica Rodrigues Domingues conta como foi a experiência nos primeiros dias atuando na comunidade. "Nesse momento, estamos mapeando toda a região. A maioria das pessoas já nos conhece e isso facilita muito o acesso às famílias. Contratar moradores do bairro para atuarem como agentes comunitários também traz uma segurança para a comunidade", finalizou.

Deixe uma resposta

Comentários