Pezzuti receberá respiradores e pode abrir 10 leitos de UTI

O Hospital Estadual Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, localizado em Jundiapeba, Mogi das Cruzes, receberá nesta semana dez respiradores para abertura de novos leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de coronavírus (Covid-19). A informação foi confirmada na tarde de ontem pelo governo do Estado, por meio de comunicado à imprensa.

A atual destinação dos respiradores vai no mesmo sentido do que planejava o próprio Executivo paulista na semana passada. Em entrevista ao Grupo Mogi News, na última sexta-feira, o coordenador de Regiões de Saúde do governo do Estado, Osmar Mikio Moriwaki, antecipou que o hospital instalado em Mogi estava sendo tratado pelo Estado como uma "reserva estratégica" para a situação de aumento considerável na ocupação dos leitos da região e que a ativação deles ocorreria apenas com uma taxa superior a 80% dos leitos de UTI destinados ao enfrentamento da pandemia. No início desta semana, a ocupação dos leitos estava em 66%.

"A hora que chegarmos na sinalização vermelha de 80% de ocupação, a gente começa a ampliar essa rede. De certa forma, nós temos um conforto de que a região foi bem abastecida", já adiantava o coordenador na semana passada, garantindo que o hospital estaria preparado para receber os leitos.

Segundo o governo do Estado, a atual ocupação de leitos evidencia que a rede hospitalar do Alto Tietê segue com condições de atender pacientes e que os dez respiradores enviados são para ativação de leitos de UTI no Dr. Arnaldo Pezzuti, com a finalidade de preparar leitos na unidade e, assim, garantir a reserva estratégica para eventual demanda regional, indicando que, neste primeiro momento, os leitos não estarão disponíveis à população.

Entretanto, tal reserva estratégica vai em sentido oposto do que pleiteia prefeitos do Alto Tietê. Suzano e Itaquaquecetuba, por exemplo, ainda aguardam o envio de dez respiradores para cada município, para o Hospital das Clínicas de Suzano e à administração itaquaquecetubense.

Repercussão

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), que nas últimas semanas reivindicou os leitos à região, afirmou que tomou conhecimento da destinação dos respiradores por meio da publicação oficial do Estado, mas que não recebeu detalhamentos de quando essas vagas serão disponibilizados. Mesma situação relatada pela Prefeitura de Mogi, que, no final da tarde de ontem, afirmou não ter sido comunicada sobre a destinação dos equipamentos.

Além dos respiradores destinados à unidade instalada em Mogi das Cruzes, o governo do Estado distribuirá, nesta semana, outros 169 aparelhos para hospitais de 44 municípios localizadas no interior e na Grande São Paulo, permitindo a abertura de novos leitos de UTI.