Arujá regulamenta fase 3

Após avançar à fase 3 amarela do Plano São Paulo, Arujá regulamentou o funcionamento de bares, restaurantes, salões de beleza e atividades similares. Com restrições, tais segmentos já estão liberados para atender o público, assim como os comércios, os prestadores de serviço e algumas atividades de educação não regulada.

Já as academias de ginástica, seguindo uma série de exigências, poderão retomar o funcionamento a partir de segunda-feira. A abertura de quadras e atividades similares estarão permitidas a partir do dia 27 de julho, segundo o decreto municipal que prorrogou a quarentena até o fim do mês.

"Avançamos de fase em virtude da redução e estabilização dos indicadores de saúde na região. Porém, é preciso enfatizar que não voltamos à normalidade, que ainda estamos em quarentena e precisamos intensificar os cuidados preventivos", afirmou o prefeito de Arujá, José Luiz Monteiro (MDB).

Deliberados pelo Comitê Administrativo Extraordinário Covid-19, todos os protocolos adotados no município foram regulamentados com base no plano de retomada consciente, gradual e segura do Governo do Estado de São Paulo.

Segundo o ato municipal, salões de beleza, clínicas de estética e similares poderão abrir das 13 às 19 horas.

Restaurantes, bares, lanchonetes e similares retornam com horário das 11 às 17 horas. As operações ficam limitadas a áreas ao ar livre ou arejadas e com obrigatoriedade de assentos.

Esses estabelecimentos deverão manter álcool em gel 70% disponível a clientes e funcionários, principalmente na entrada, nos balcões de atendimento e pagamento. Fica obrigatório o uso de máscaras em todos os ambientes, além da adoção de protocolos específicos conforme o Plano SP.