Taxistas recebem cestas básicas durante pandemia

O prefeito Marcus Melo recebeu ontem representantes da General Motors e do Sindicato dos Taxistas de Mogi das Cruzes. A empresa, por meio do Instituto GM e com intermediação da Prefeitura de Mogi das Cruzes, está doando 180 cestas básicas a taxistas que atuam na cidade.

"Muito obrigado à GM por mais esta ação, que irá auxiliar os nossos taxistas. Todos fazemos parte da família Mogi das Cruzes e se ajudando vamos superar este momento difícil", afirmou o Marcus Melo, ao lado da presidente do Fundo Social, Karin Melo.

As cestas básicas contém alimentos, produtos de higiene pessoal e produtos de limpeza. A doação faz parte da iniciativa "Por um mundo humano", do Instituto GM para atendimento de taxistas nas cidades em que a empresa possui unidades de produção. As cestas básicas serão entregues aos taxistas em sistema drive thru, no Centro Municipal do Paradesporto, onde os produtos foram armazenados.

"A gente agradece à parceria da Prefeitura nesta ação. Conseguimos fazer com que a entrega acontecesse de forma mais prática e que as cestas chegassem aos taxistas de Mogi das Cruzes", afirmou o gerente da General Motors, Harry Imgartchen, que participou da reunião ao lado do gerente sênior de Relações Governamentais, Daniel Capelosi Caramori.

Os representantes dos taxistas de Mogi das Cruzes agradeceram a doação das cestas básicas. "Vai ser importante para a categoria. Cada um ajudando um pouco, conseguiremos passar por este momento difícil", disse o vice-presidente do Sindicato, José Nildo de Caldas, que esteve acompanhado do secretário da entidade, Ricardo Matias.

A GM também já havia doado outras 200 cestas básicas para o Comitê de Ação Social e Econômica (CASE). O órgão foi criado em março para fazer o trabalho de atendimento aos mogianos que tiveram prejuízos em suas atividades durante a pandemia. Até aqui, o CASE já distribuiu 12.186 cestas básicas a famílias de Mogi das Cruzes atingidas pelos efeitos da pandemia e da crise econômica causada pelo novo coronavírus.

A empresa também doou à cidade 12 mil máscaras de proteção facial. Além disso, em todo o país, a GM atuou no conserto de 400 respiradores que foram disponibilizados para atendimento à população. Mogi das Cruzes foi uma das cidades beneficiadas.

A General Motors tem uma unidade em Mogi das Cruzes, no Distrito Industrial do Taboão. A unidade foi inaugurada em 5 de novembro de 1999 e, com o tempo, passou de uma estamparia que produzia apenas peças de reposição para veículos descontinuados para uma planta capaz de produzir componentes para modelos de automóveis atuais e para exportação, após diversas expansões.

De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), no acumulado de janeiro a junho deste ano, a GM lidera a venda de veículos (automóveis comerciais leves), com 17,62% do mercado (134.454 veículos). Se forem levados em conta apenas os automóveis, o índice da GM chega a 19,08% (121.550 veículos).