Comitê do Direito da Criança e Adolescente é homenageado

O prefeito Marcus Melo fez ontem um encontro de agradecimento à equipe do Comitê Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O trabalho do grupo ao longo dos últimos anos rendeu ao município a recente e inédita conquista do Selo Prefeito Amigo da Criança, da Fundação Abrinq. A reunião também serviu para a recepção oficial do troféu, placa e faixa que, em função da pandemia, foram enviados pela Fundação para todas as cidades contempladas.

"É uma conquista muito importante para a cidade, que só foi possível graças ao empenho e à determinação desse grupo. Normalmente haveria uma cerimônia de entrega dos prêmios em Brasília, que acabou inviabilizada por conta da pandemia, então hoje estamos aqui reunidos para receber oficialmente esses símbolos da Fundação Abrinq e agradecer a todos que tornaram isso possível", destacou o prefeito.

O Comitê Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente atuou, ao longo dos últimos anos, sobre dois grandes eixos, que são os programas Criança Feliz e o Prefeito Amigo da Criança. Ele conta com a participação de todas as Secretarias e Coordenadorias Municipais, bem como de conselhos municipais e foi coordenado por Milena Grieco e Álex George Gonçalves, da Secretaria Municipal de Assistência Social.

São tidos como marcos desse grupo de trabalho a elaboração do Plano Municipal da Infância e Adolescência, a realização de oficinas para a definição de metas relacionadas a infância e adolescência do município, a promoção de campanhas e eventos de estímulo à captação de recursos para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e o reforço na divulgação dos canais de denúncia, bem como sobre a importância da denúncia nos casos de violação dos direitos dos mais jovens.

A Fundação Abrinq elencou como ações essenciais para a concessão do selo a criação e atuação do comitê, o processo de construção do Plano Municipal da Infância e Adolescência, o lançamento do programa Família Acolhedora e também o aumento de 93,6% nos recursos destinados ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que saltou de R$ 41.217,00 em 2017 para R$ 79.782,00 em 2019.

Esta foi a quinta vez que o município se inscreveu no prêmio. Ao todo, foram 2.346 municípios do país participantes e 125 reconhecidos com o selo. Desses, 32 são da região Sudeste e 15 pertencem ao Estado de São Paulo. Mogi das Cruzes faz parte desse seleto grupo de cidades paulistas contempladas e foi também a única cidade do Alto Tietê a ter o reconhecimento.

O encontro contou com a presença de membros das Secretarias Municipais que integram o Comitê e também dos Conselhos Tutelares, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e do Conselho Municipal de Assistência Social (COMAS).