Farmácia de Alto Custo de Mogi ainda segue com filas

Serviço tem como objetivo facilitar o atendimento e diminuir a fila de espera
Serviço tem como objetivo facilitar o atendimento e diminuir a fila de espera - FOTO: Mogi News/Arquivo
A procura por medicamentos na Farmácia de Alto Custo de Mogi das Cruzes, localizada na avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, voltou a ocasionar filas. Com a nova administração, promovida pela Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), uma das ações era justamente diminuir a aglomeração.

No entanto, a reportagem observou que o controle das filas não tem ocorrido de forma integral. Isto é, ainda existem dias em que os mogianos, e demais moradores do Alto Tietê, formam grandes filas em frente ao local. De acordo com a SPDM, nas últimas terça e quinta-feiras, a procura estava dentro do esperado. Excepcionalmente na segunda-feira houve uma demanda acima da média.

"Apesar disso, todos os pacientes foram atendidos, mesmo aqueles que não estavam agendados para a data. Existe uma equipe de controladores de acesso na entrada da farmácia que auxiliam na orientação geral aos pacientes, inclusive no distanciamento social", explicou a empresa gestora.

No início deste mês, as filas foram tema na Câmara Municipal de Mogi. Isso porque, em uma época de pandemia como a atual, em que o distanciamento social é necessário para conter a transmissão do novo vírus, quaisquer situações de aglomeração se tornam preocupantes. Na discussão, o parlamentar Antonio Lino (PSD) afirmou ter vergonha de atuar como vereador em Mogi frente à situações como esta.

Remédio Agora

Até a última quarta-feira, o aplicativo Remédio Agora, utilizado para os agendamentos de aquisição das medicações, registrou 8.007 adesões. Para os meses de julho e agosto já foram feitos 10.450 agendamentos pelos usuários.