Homicídios mais que dobram neste 1º semestre em Itaquá

Itaquaquecetuba apresentou um aumento de 111% nos homicídios no final do primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado. Este é o pior resultado entre as cidades mais populosas do Alto Tietê, uma vez que dos 51 assassinatos ocorridos na região, 19 foram registrados no município, o que representa 37,2% do total de casos. Nos primeiros seis meses do ano passado, Itaquá confirmou nove casos. Os dados foram divulgados ontem pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Apesar do aumento na quantidade de assassinatos, a cidade apresentou queda em outros indicadores criminais. Os roubos de veículos caíram 33%; até junho de 2019 foram 417 casos informados, este ano o total foi para 281. Furtos de objetos tiveram uma diminuição de 31%, de 1.288 para 885, 403 casos a menos. O furto de veículos também caiu, de 346 para 265 ocorrências, uma diminuição de 23%.

Mogi das Cruzes também apresentou aumento no total de homicídios registrados, 50%, subindo de dez para 15 casos no mesmo período analisado. Por outro lado, o município teve a maior queda no índice de roubo de veículos, 41%. Nesse semestre, as delegacias de Mogi registraram 82 ocorrências, já em 2019, de janeiro a junho, foram 139 roubos.

Além da queda no roubo de veículos, Mogi também teve uma diminuição significativa nos furtos. No primeiro semestre do ano passado, 1.661 casos haviam sido registrados, o número caiu para 1.272 este ano, uma queda de 23,4%. Os índices de furto de veículo e roubos em geral não tiveram grandes variações.

Já em Poá, as ocorrências de homicídio permaneceram estáveis, um único caso foi registrado, apesar da estabilidade com crimes dessa natureza, a cidade teve o maior aumento de roubos da região, 25% a mais que no ano passado, as ocorrências subiram de 389 para 486. Para Ferraz e Suzano os números são mais positivos, Ferraz teve queda de 13% nos assassinatos, e Suzano 18%, roubo de veículos e furto também tiveram quedas nas duas cidades.

Alto Tietê

Na comparação com o mesmo período do ano passado, as cinco cidades mais populosas do Alto Tiête - Mogi, Itaquá, Suzano, Ferraz e Poá -, indicaram um decréscimo de 25% no roubo de veículos, 1.147 casos caíram para 855. Furtos diminuíram 26%, de 5.421 para 4.001. Por fim, o furto de veículos diminuiu 19%, passando de 1.472 ocorrências para 1.195 este ano. Já os roubos aumentaram em 3%, subindo de 3.901 para 4.080 casos. Entre todos os crimes, homicídios tiveram a maior alta: 31%, sendo 12 assassinatos a mais este ano.

*Texto supervisionado pelo editor.