UMC retoma as aulas presenciais

Retorno exige máscaras e medição de temperatura
Retorno exige máscaras e medição de temperatura - FOTO: Mariana Acioli
Após 132 dias, a Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) voltou a receber alunos. Segundo estimativa da instituição, cerca de 800 estudantes voltaram à unidade mogiana na manhã de ontem, correspondendo a 25% dos matriculados no turno matutino. As aulas estavam suspensas desde 17 de março em função da quarentena decretada pelo Estado em decorrência do avanço do coronavírus.

Com a manutenção de Mogi das Cruzes e do Alto Tietê na fase 3, de cor amarela, do Plano São Paulo por mais de 14 dias consecutivos, universidades tiveram a liberação, desde ontem, para retomar suas aulas presenciais, desde que respeitados diversos protocolos de segurança. Dentre os mais impactantes na rotina das universidades, o limite de capacidade de 35% dos alunos. Além dos cerca de 800 alunos, aproximadamente 50 professores também estiveram na universidade ministrando aulas.

O retorno presencial na UMC ocorreu exclusivamente para alunos que possuem reposição de aulas práticas e foi cercado de protocolos sanitários. A UMC disse que a prioridade inicial é para os alunos dos últimos semestres, podendo variar de acordo com os cursos e a quantidade de alunos.

Ao ingressar nos campus todos tiveram a temperatura corporal aferida e a utilização de máscara foi obrigatória em todos os momentos. Não foi permitida a entrada sem máscara ou com temperatura corporal acima de 37,5 Cº. Além disso, houve a proibição da utilização dos auditórios, bem como a realização de eventos ou encontros.

Segundo a instituição, professores e alunos colaboraram com as medidas sanitárias impostas pela universidade, desde o controle na entrada até na circulação dentro do campus. "Avaliamos positivamente. Acreditamos que, futuramente, com todos se acostumando com essa nova realidade, poderemos retornar gradualmente sem maiores problemas", projetou a instituição em nota.

Outras faculdades

As demais instituições instaladas no Alto Tietê ainda não retornaram com as aulas presenciais.

A Faculdade Piaget pretende iniciar as aulas do segundo semestre em 10 de agosto, inicialmente de forma remota, e atividades presenciais apenas para alunos com disciplinas que contemplem aulas laboratoriais e estágio. Já o Centro Universitário Braz Cubas não estimou data de retorno.

Deixe uma resposta

Comentários