Mais de 30 partidas podem ter sido manipuladas

A Unidade de Integridade do Tênis (TIU, na sigla em inglês) levantou preocupações em razão de 24 "partidas suspeitas" realizadas dentro de torneios de exibição organizados enquanto o circuito profissional está suspenso em razão da pandemia do novo coronavírus.

A TIU, que investiga casos de manipulação de resultados no esporte, afirmou na sexta-feira que recebeu relatórios com informações sobre jogos de exibição realizados entre abril e junho.

Os relatórios são apresentados por empresas do setor de apostas que acompanham padrões incomuns de apostas em torno de partidas. Padrões suspeitos não necessariamente significam que houve manipulação de resultados. Um efeito semelhante também pode acontecer se houver vazamento de informações privilegiadas sobre a lesão de um atleta. "As apostas suspeitas no tênis durante a quarentena são vistas como um indicador firme de que os corruptos permanecem ativos e provavelmente vão aumentar seu foco quando o tênis profissional for retomado em agosto", afirmou a TIU em comunicado.

Além de vários eventos com grandes nomes, como o torneio organizado recentemente pelo sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, existem muitos eventos menores em todo o mundo com jogadores menos conhecidos e de menor nível. (E.C.)