Corinthians vai a campo torcendo para o Tricolor

Alvinegro vai enfrentar o desespero da equipe carioca
Alvinegro vai enfrentar o desespero da equipe carioca - FOTO: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Antes muito perto de ser eliminado, o Corinthians ressurgiu com chances de se classificar ao mata-mata do Campeonato Paulista após vencer o Palmeiras no clássico de quarta-feira. Agora, para garantir sua vaga à próxima fase, terá de vencer o Oeste hoje, às 16 horas, na Arena Barueri, e contar com a ajuda do São Paulo, que enfrenta o Guarani.

O Corinthians soma 14 pontos e briga diretamente com o time campineiro, que tem 16, pelo segundo lugar do Grupo D e a consequente classificação. Dessa maneira, não basta superar o Oeste em Barueri. Também será preciso torcer para o São Paulo passar pela equipe alviverde. "Nossa sensação é que temos de fazer a nossa parte, ganhar a partida e, obviamente, esperar depois o resultado da equipe do Guarani, mas sempre pensando no que temos que fazer nós, Corinthians, e melhorar muito o que cada um pode fazer dentro de campo", destacou Boselli.

O Corinthians será eliminado em caso de derrota ou empate. Só estará no mata-mata se ganhar e o Guarani não vencer o São Paulo Se o time campineiro empatar, a disputa será pelo critério de desempate e aí entram as contas.

E não é a primeira vez que o Corinthians depende de uma força do São Paulo. No Paulista de 2004, o time alvinegro só não foi rebaixado porque o rival tricolor derrotou o Juventus por 2 a 1 na última rodada e mandou a equipe da rua Javari para a segunda divisão.

A tendência é de que o técnico Tiago Nunes repita neste domingo a escalação utilizada no dérbi na retomada do Paulistão. Portanto, o time ainda não deve contar com o volante colombiano Cantillo, que testou positivo para a Covid-19 recentemente e ainda não está liberado.

O Oeste irá para a 12.ª e última rodada com a pior campanha. Para escapar do descenso, vai precisar vencer e ainda secar os adversários. Como se isso não bastasse, o técnico Renan Freitas terá desfalques impostos pelo próprio rival da capital.

A direção do Corinthians vetou a utilização do goleiro Caíque França, do volante Guilherme Mantuan e do meia Fabrício Oya. Todos estão emprestados e, no contrato há uma cláusula que impede a utilização do trio em confrontos diretos.

Deixe uma resposta

Comentários