Novo embate

No início da semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde informou ao Grupo Mogi News que a Pasta não concedeu prazo para a liberação dos 60 leitos para tratamento de pacientes com coronavírus no Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti, localizado no distrito de Jundiapeba.

No dia seguinte, a direção do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) esclareceu a situação, desmentindo a Pasta estadual. O tema de interesse de todo a região foi amplamente debatido entre os moradores do Alto Tietê, que se questionaram sobre o quanto poderiam confiar nas informações estaduais.

Entretanto, a discussão sobre os leitos no hospital localizado em Mogi é só mais uma na esteira de desencontros entre a região e o alto comando do governo do Estado.

Há cerca de nove meses, o grupo de representantes dos Executivos da região estiveram em outra batalha unânime contra a instalação de uma praça de pedágio no
km 45 da rodovia Mogi-Dutra (SP-88). Na oportunidade, sem a consulta ou avaliação dos prefeitos, o governo decidiu por privatizar uma série de rodovias próximas e que cortam a região, com a contrapartida da instalação de um posto de cobrança na rodovia Mogi-Dutra (SP-88), que liga municípios do Alto Tietê.

Mais recentemente, o Condemat decidiu por solicitar ao governo do Estado, em caráter imediato, a revisão da classificação atribuída para a região no Plano de Retomada Consciente, uma vez que o anúncio feito na oportunidade mantinha o Alto Tietê na fase vermelha, sem qualquer abertura ou flexibilização do comércio.

Parte notoriamente mais alinhada com o posicionamento estadual tenta remediar a situação, se mostrando fiel às diretrizes tucanas. Entretanto, apenas a pressão popular e de líderes políticos municipais podem alterar essa indiscutível fidelidade. Isso já ocorre de forma cada vez mais visível na região. O descontentamento populacional está cada vez mais claro, acompanhado pela pressão de vereadores. Claramente, tamanha pressão pode resultar no abalo entre o alto comando do governo e os prefeitos da região.