Cidades europeias podem ter lockdown

Itália registrou quase 16 mil casos em 24 horas
Itália registrou quase 16 mil casos em 24 horas - FOTO: Comune di Venezia/Fotos Públicas
O aumento das contaminações de coronavírus no continente europeu tem feito vários países restringirem as medidas de circulação de pessoas e ameaçarem lockdowns pontuais. Nos últimos dias, nações como Reino Unido, França, Irlanda, Itália, Alemanha, República Checa e Bélgica elevaram as restrições para evitar o avanço da segunda onda da pandemia.

A Alemanha registrou 11.300 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, o número mais elevado desde o início da pandemia, segundo dados do Instituto Robert Koch. O total de contágios se aproxima de 400 mil, com 9.911 mortos no país mais populoso da Europa. 

Anteontem, a Irlanda determinou o primeiro lockdown em um país europeu para frear a segunda onda. Já a Bélgica relatou 9.693 novos infecções por dia na semana até 18 de outubro, um aumento de 75% na comparação com a semana anterior. 

Também na quarta, a Espanha atingiu a marca de 1 milhão de contaminados, tornando-se o sexto a superar a barreira de um milhão de casos. Os outros são Estados Unidos, Índia, Brasil, Rússia e Argentina, de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins. A França chegou à marca de 1 milhão de casos na quinta.

Na Inglaterra, reuniões de mais de seis pessoas já foram proibidas. Os sinais também são vermelhos na Itália. O país teve 15.199 novas infecções em 24 horas, o maior aumento desde o início da pandemia. (E.C. com agências internacionais)

Deixe uma resposta

Comentários